Porque sem ele, não teríamos saído da Idade da Pedra. Com amor, respeito e opinião tudo se resolve, tudo evolui...

24
Jun 06

Mesmo encafuado num gabinete, a trabalhar até quase ás 22:30, lá tive tempo para dar uma volta pela maravilhosa festa que é o S. João em Vila do Conde. Infelizmente não tive oportunidade de comer umas sardinhas assadas, mas o S. Pedro virá e aí irei vingar-me e matar saudades de uma boa sardinha, elas que me esperem.

Aproveitei o facto de a rede de Metro circular toda a noite para deixar o carro na estação de Modivas Centro e pôr-me a caminho, sem preocupações com o trânsito ou de encontrar um bom local para estacionar a minha viatura de quatro rodas. Apenas tenho um reparo a fazer à Metro do Porto, mas ficará para mais tarde, agora falarei da festa. Chegada por volta da uma da manhã, muita gente na rua e confusão com o trânsito, onde pode comentar com a minha mulher, "ainda bem que deixamos o carro em Modivas e viemos de metro", tal era o pára arranca para se chegar à cidade. Como o fogo era só ás duas horas, fomos indo para o jardim que existe à entrada da cidade, procurar um local para poder ver o espectáculo pirotécnico e musical.

E assim foi, tendo como fundo edifícios como o Mosteiro de S. Clara (na foto) ou a capela de N. S. Socorro. Demos uma voltinha pelas barraquinhas de comes e bebes, pois estar a olhar para o céu durante a noite dá fome, pelo menos a mim dá. Mais uma voltinha pelas diversões e, como não podia deixar de ser, uma visita à minha barraca preferida: Pão com Chouriço. Quentinho, acabado e sair de um forno de lenha tradicional, cheio de chouriço no interior... Nem vos conto. Foi um dia que vi também uma coisa que não via há algum tempo. O nascer do Sol. Já não me lembrava dessa sensação maravilhosa que é ver um dia nascer, mais um dia das nossas vidas a ter inicio . Ás 6:30 da manhã, à janela de meu quarto a ver esse fenómeno maravilhoso, esperando que o dia que vem me traga aquilo que o outro me deixou:

FELICIDADE

Hoje tudo acaba, em frente à capela de N. S. Socorro, na praça D. João II, com um enorme relógio de Sol e um jardim como fundo para uma ida à praia dos ranchos da Praça e do Monte e mais uma dose de fogo de artificio e fogo preso, para finalizar mais umas fantásticas festas, numa terra maravilhosa, sem desprezar as do Porto, mas as da nossa terra são sempre as melhores, não é?

PS - Vou indo porque quero ver se ainda apanho mais um pãozinho com chouriço.

publicado por Alvaro Faustino às 19:35
sinto-me: simplesmente...feliz

Há já uns anitos, mais precisamente em 1973, assisti pela primeira e unica vez ao S. João na Av. dos Aliados. Nessa altura estava "hospedado" no Regimento de Infantaria 6, na Senhora da Hora. Tudo de bom
Andesman a 27 de Junho de 2006 às 14:03

Vá lá, ao menos ainda tiveste oportunidade de assistir a um S. João. Eu nem assim tive oportunidade de ir a um S. António de Lisboa.

Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
16
17

19
21
22

25
28
29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
comentários recentes
eu preciso trabalho se houver eu arrisco,,melhor q...
Boa tardeGostaria de tentar a minha sorte por lá t...
tem trabalho para mim moro no luxembourg mas gosta...
Ola alguém me pode ajudar a ter trabalho para ai p...
Que bom para si Ana. Pena não ter reparado na data...
Eu estou na holanda .Não trabalho porque não quero...
procuro trabalho na Holanda em estufas de flores p...
Gostaria de trabalhar em estufas na Holanda poi em...
quala é a empresa?
Boas, sou estudante e procuro trabalho no verão na...
blogs SAPO