Porque sem ele, não teríamos saído da Idade da Pedra. Com amor, respeito e opinião tudo se resolve, tudo evolui...

28
Mar 06

Devo dar os parabéns ao programa Fátima da SIC e em especial ao jornalista Hernani de Carvalho, por revelarem o verdadeiro estado da segurança social. É uma vergonha haver conhecimento de uma pessoa a viver literalmente, desculpem a expressão, na merda. Sim, a viver no meio das suas própias fezes, quase nu, com uma deficiência mental, numa casa a apodrecer, com pais idosos onde o pai maltrata-os e, simplesmente a Segurança Social de Braga, fechar os olhos.

Teve de ser mostrado na TV por duas vezes, para que uma instituição de Aveiro ir recolher a pessoa para lhe dar uma vida digna. Mas teve de ser de Aveiro, porque em Braga, supostamente ninguém o queria receber.

Assim, mais vale acabar com a Segurança Social, porque pelo vistos só estão a gastar dinheiro do "défice" e o povo é que paga.

E isto leva-me a contar uma coisa que ouvi ontem, no Levanta-te e Ri, contado pelo Fernando Rocha, mas que, provavelmente, conta a verdade do país:

Um angolano vem para Portugal, para tentar que sua vida melhore. Ao chegar ao aeroporto, dirige-se a uma pessoa.

- Eu angolano, tar muito feliz por portuga dar a mim oportunidade de ter vida melhor.

Responde a pessoa:

- Eu não sel poltuguês, sel chinês, quel complal relógio balato.

Não comprando o relógio, vê outra pessoa e dirige-se a ela:

- Eu angolano, tar muito feliz por portuga dar a mim oportunidade de ter vida melhor.

Responde a pessoa:

- Eu não ser português, ser indiano casado com uma mulher que tem pinta na testa, querer comprar flô.

Admirado por não encontrar um português, dirigiu-se desta vez a uma mulher que passava:

- Eu angolano, tar muito feliz por portuga dar a mim oportunidade de ter vida melhor.

Responde a mulher:

- Oi cara, tudo bom. Olha, eu não sou portuguesa, sou brasileira, mas se queiseres afogar o ganso, são 50 euros né.

- Mau. Não há portuga cá?

Dirige-se para o exterior do aeroporto e vê um homem aninhado na calçada e diz-lhe:

- Eu angolano, tar muito feliz por portuga dar a mim oportunidade de ter vida melhor, brigado mesmo.

Mas:

- Eu não ser portuga. Ser da ucraina e tar travalhar.

- Porra, aonde tão os portugas meu?

- Quando vir fila grande para pedir rendimento minimo e fundo desemprego, são portugas.

 

Em vez de se motivar a trabalhar, motiva-se a não fazer nada, é a vida do "deixa estar".

publicado por Alvaro Faustino às 12:25

Então a Judiciária também quer ter uma força especial de intervenção, pois bem, podem começar a investigar um caso dado no telejornal do passado fim de semana: um telemóvel explodiu enquanto carregava a bateria. Um telemóvel?

Agora vão começar a dizer que, para além das antenas transmitirem radiações perigosas, também têm o risco de explodir.

Mas é ver miúdos de 12/14 anos a exibirem suas máquinas topo de gama aos colegas.

 

publicado por Alvaro Faustino às 12:14

AAAAAAAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII, como tou sem um cigarrinho. Vou fumar só um. NÃO, não posso. AIIIIIIIIIII.
publicado por Alvaro Faustino às 00:13
sinto-me:

22
Mar 06

Hoje, provavelmente, tomei a melhor decisão, da ainda longa (espero), resto da minha vida:

Hoje, deixei de fumar.

Finalmente ganhei a coragem e a força de vontade para tomar tal decisão. Agora vamos ver como corre, neste 1º dia, sinto-me normal, sem ressaca nenhuma, mas dizem que só começa a custar ao fim de 2 ou 3 dias. Por isso, se alguém tiver por aí força de vontade a mais, importam-se de me dar um pouco? É que se for assim, vou precisar de muita.

Fica aqui a promessa de vos contar como irá correr, até para ajudar alguém que queira ou esteja a tomar semelhante decisão. Fiquem bem, eu para já fico.

Beijos, abraços e muitos amassos para todos.

publicado por Alvaro Faustino às 21:39
sinto-me:

20
Mar 06

Pego na votação que o sapo está a fazer e lanço aqui o debate: O que é mais deprimente? O Domingo à noite ou a 2ª Feira de manhã?

 

Ai, ai. Lá se foi outro fim de semana. Outro virá, daqui por 5 dias.

publicado por Alvaro Faustino às 01:23
sinto-me:

18
Mar 06

Finalmente. Aí está ele a andar para todo o lado.

Mas tenho reclamações a fazer: aonde vou fazer xixi se tiver vontade, não existem casas de banho nas estações e muito menos nos veículos. Estarão à espera que vá fazer como os cães, no poste mais próximo? E esses preços? Um pouco exagerados em comparação com a qualidade oferecida, 1.85 da Póvoa ao Porto, são quase 400 escudos em moeda antiga, no antigo comboio era de 120 escudos.

Quanto pagaram os VIP's hoje de manhã para poderem andar? É como vos digo, eles tiraram o curso.

Enfim, já está a andar, é o que interessa.

publicado por Alvaro Faustino às 20:23

Esta é a verdadeira ameaça das aves.

 

Mas sei que também há alguns políticos que andam a ter estas lições. Acho que devo tirar este curso, principalmente para certas pessoas.

Estais descansados, não será para vós, amigos visitantes bloguistas.

publicado por Alvaro Faustino às 01:00

16
Mar 06

Eu estou estupefacto com esta geração, não consigo compreender o porquê de serem tão agressivos. Será falta de amor, carinho e atenção, ou apenas falta de umas palmadas bem dadas. Chegar ao cúmulo de se bater numa professora, dentro da sala de aula e com requintes de malvadez é demais. Não dá para entender.

Será isto uma vingança para com os adultos, devido à alta taxa de violência infantil que temos para os nossos pequenos?

Que saudades de estar na sala de aula e ouvir na aula ao lado aquela régua a bater nas palmas das mãos, trás, trás, trás. De ouvir a aquelas tólas a bater contra o quadro por não sabermos a tabuada. Só não gostava quando era em mim, mas não me posso queixar muito, não era muito rebelde. Sou mais agora.

Resumindo, porquê esta violência das crianças e para as crianças?

O que se está a passar?

Será que o meu filho/a irá nascer já criminoso e algemado, pronto para ir para Custóias? Deus me livre.

publicado por Alvaro Faustino às 23:25
sinto-me:

15
Mar 06

Isto ainda a propósito do Dia da Mulher, como nesse dia tiveram de ser os homens a realizar as lides de casa, e aonde recebi queixas de mulheres dizendo que seus maridos fugiram para casa da mamã, achei por bem, realizar um Curso de Formação Para Homens.

OBJECTIVO PEDAGÓGICO: Permitir aos homens conviver melhor com as suas mulheres.

São 4 módulos.

Módulo 1: Curso (Obrigatório e o mais importante)

  1. Aprender a viver sem a mãezinha (2000 horas)
  2. A mulher não é a mãezinha (350 horas)
  3. Entender que não se classificar para o Mundial não é a morte (500 horas)

Módulo 2: Vida a dois

  1. Ser pai e não ter ciúmes do filho (50 horas)
  2. Deixar de dizer impropérios quando a sua mulher recebe as amigas (500 horas)
  3. Superar a síndrome do "o controlo remoto é meu" (550 horas)
  4. Não urinar fora da sanita (1000 horas - exercícios prãticos em vídeo)
  5. Entender que os sapatos não vão sozinhos para o armário (800 horas)
  6. Como chegar ao cesto da roupa suja (500 horas)
  7. Como sobreviver a um resfriado sem agonizar (450 horas)

Módulo 3: Tempo livre

  1. Passar uma camisa em menos de duas horas (exercícios práticos)
  2. Beber uma cerveja sem arrotar, quando se está à mesa (exercícios práticos)

Módulo 4: Curso de cozinha

  1. Nível 1 (principiantes - os electrodomésticos (ON/OFF = LIGA/DESLIGA)
  2. Nível 2 (avançado - a minha primeira sopa instantânea sem queimar a panela)
  3. Exercícios práticos - ferver a água antes de colocar a massa

Cursos complementares:

Por razões de dificuldade, complexidade e entendimento dos temas, os cursos terão, no máximo, 3 alunos.

  1. A electricidade e eu: vantagens económicas de contar com um técnico competente para fazer pequenos reparos.
  2. Cozinhar e limpar a cozinha não provoca impotência nem homossexualidade (práticas em laboratório)
  3. Porque não é crime oferecer flores, embora já se tenha casado com ela
  4. O rolo de papel higiénico: será que nasce ao lado da sanita? (biólogos e fisicos falarão sobre o tema da geração espontânea)
  5. Como baixar a tampa da sanita - passo a passo (teleconferência)
  6. Porque não é necessário agitar os lençois depois de emitir gases intestinais (exercícios de reflexão em dupla)
  7. Os homens a conduzir - podem SIM, pedir informações sem se perderem ou correr o risco de parecer impotentes (testemunhos)
  8. O detergente: doses, consumo e aplicação
  9. A máquina de lavar roupa: esse grande mistério!!
  10. Diferenças fundamentais entre o cesto da roupa suja e o chão (exercícios com músicoterapia)
  11. A chávena de café: ela levita, indo da mesa para a banca? (exercícios dirigidos por Mister M)
  12. Analisar nitidamente as causas anatómicas, fisiológicas e/ou psicológicas que não permitem secar a casa de banho depois do banho.

A todos os interessados, é favor em entrar em contacto com o Instituto Nacional Aprenda A Ser Homem, Lavando A Loiça.

 

publicado por Alvaro Faustino às 12:21

Está a chegar o dia, finalmente. É já este Sábado. Mas infelizmente incompleto, como à boa maneira portuguesa.

Anda. É o que interessa.

publicado por Alvaro Faustino às 01:34
sinto-me:

Março 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
13
17

19
21
23
24
25

26
27
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
comentários recentes
eu preciso trabalho se houver eu arrisco,,melhor q...
Boa tardeGostaria de tentar a minha sorte por lá t...
tem trabalho para mim moro no luxembourg mas gosta...
Ola alguém me pode ajudar a ter trabalho para ai p...
Que bom para si Ana. Pena não ter reparado na data...
Eu estou na holanda .Não trabalho porque não quero...
procuro trabalho na Holanda em estufas de flores p...
Gostaria de trabalhar em estufas na Holanda poi em...
quala é a empresa?
Boas, sou estudante e procuro trabalho no verão na...
blogs SAPO