Porque sem ele, não teríamos saído da Idade da Pedra. Com amor, respeito e opinião tudo se resolve, tudo evolui...

26
Set 06

Emigrante durante 4 meses na Suíça , voltou para junto de nós. Assim foi a história curta de uma emigrante da família . Com um vencimento que não interessava a ninguém, partiu para outro país. Mas contrariedade do destino, passado 4 meses voltou para junto de nós, pois lá, país acolhedor de grande comunidade portuguesa, pagavam-lhe ainda menos do que aqui e colocando-lhe grandes dificuldades em arranjar um emprego digno e seguro, voltou. Posto isto, voltou praticamente com menos do que aquilo que levou, mas voltou. E agora há que arranjar um trabalhinho para ganhar o pouco que cá se ganha para continuar a viver.  

A sorte não pode calhar a todos ao mesmo tempo, pois assim ninguém teria sorte. Lutar um dia de cada vez e dar tempo ao tempo. Quem julgar que lá fora é que está a dar, faz favor de partir, pois se não tiver cabeça e alguma sorte, passado 4 meses voltarei a vê-lo.

E muita sorte tem essa pessoa em ter alguém amigo que lhe abra a porta e a acolha. Dessa sorte não se poderá queixar. O pior é que agora tenho 2 desempregadas em casa para sustentar. Há que mexer os pezinhos  meninas e procurar . O pouco que entrar já ajuda aos gastos.

publicado por Alvaro Faustino às 00:44
sinto-me: ... vá lá, feliz

22
Set 06

Não tenho andado muito falador estes dias. O trabalho também não correu da melhor maneira. Fiquei um pouco constipado. O signo não tem querido nada comigo ultimamente. Vou ver o vídeo para ver se fico mais contente para o fim de semana que está à porta.

publicado por Alvaro Faustino às 11:52
sinto-me: calado

19
Set 06

E a história repete-se mais uma vez ao fim de menos de um ano do Vince . Desta vez chama-se Gordon e embora não atinga o continente, poderá atingir os Açores, talvez ao final da tarde de hoje.

Como explicar, em menos de um ano, dois furacões ameaçarem Portugal? País que não está habituado a estas coisas. Basta uma chuvinha mais forte para ficar tudo alagado e andarmos para aí a pedir ajudas. Imaginem quando uma destas coisas atingirem a sério o país? A poucos dias da estreia do filme/documentário "Uma Verdade Inconveniente", filme que aproveito desde já para dizer que todos nós deveríamos ver, pois transmite uma mensagem aterradora do caminho que o nosso planeta leva, talvez nos ajude a compreender estes fenómenos cada vez menos frequentes até para nações que estavam habituadas a ver na TV. O Inverno passado fomos nós aqui a norte a apanhar o susto, hoje é os Açores, até o sul do Brasil já apanhou esse susto.

Era bom reflectir sobre isto para tentar evitar uma catástrofe, pois mais tarde não teremos tempo para prevenir e evitar estragos maiores. Espero estar enganado, mas acredito que a curto/médio prazo iremos ser atingidos por um furacão. Espero estar enganado, pois a nossa vidinha já não está boa, sem a ajuda deles.

Aguardo noticias sobre o Gordon e irei começar a estar mais atento ao site do NOAA para me prevenir atempadamente. E boa sorte para os Açores.

publicado por Alvaro Faustino às 12:29
sinto-me: apreensivo

12
Set 06

Fez 5 anos.

Nunca se esqueçam do 11 de Setembro de 2001...

...pois foi a maior mentira do séc. XXI.

Nunca se esqueçam sim, daqueles que perderam as vidas desse dia.

publicado por Alvaro Faustino às 12:14
tags:

06
Set 06

A propósito de um estudo realizado sobre a relação entre a altura e o sucesso empresarial de uma pessoa, dado no telejornal de um canal que, a meu ver pouco ou nada tem de bom, e também tive oportunidade de rever e criticar num blog amigo (Criticalhando), eis que me surge um outro estudo duvidoso, mas se calhar mais verdadeiro:

No aeroporto de Schipol , em Amesterdão , os quartos de banhos são imaculados. Os azulejos estão limpíssimos, em particular as juntas, onde normalmente se acumula sujidade. Estes quartos de banho poderiam servir para uma sala de operações de tão assépticos! Todavia, ninguém repara nisso. Porquê? Porque cada urinol tem uma mosca lá dentro e é nisso que todos reparam...

Mas um olhar mais próximo revela que não se trata de uma mosca verdadeira e sim de um desenho incrustado na cerâmica do urinol num ponto estratégico. Investigações feitas nesta área (?) provaram que os homens tentam atingir a mosca ao mijar e isso reduz em cerca de 80% os salpicos para os lados! Dá que pensar... É o que se chama pomposamente controle de processo...

Só uma mente iluminada consegue ter ideias destas e como foi num país nórdico, muito provavelmente será uma pessoa bem alta, à luz do outro estudo. O que interessa é que quem teve esta ideia, pelo menos do aeroporto ganhou algum dinheirito e o resto é tentar acertar na mosca.

publicado por Alvaro Faustino às 12:32

04
Set 06

Tal como todos os anos, neste 1º fim de semana de Setembro, estudo a minha vida ao longo deste último ano e retiro daí as ilações e lições de vida para que o próximo corra sempre melhor que o anterior. Faço este pequeno estudo num local único e sagrado que é Fátima. É neste local que eu, e agora com a minha esposa, fazemos este percurso anual para purificar, pelo menos a mente, pois é ela que nos mantêm sóbrios para a vida.

Mas claro que não passo lá 48 horas. Aproveitamos sempre para realizar umas visitas ao nosso país, tentando sempre escolher coisas novas, pois há sempre algo novo para ver e aprender neste canto à beira mar plantado.

E assim fomos nós, com saída ás 7:30 da matina, para aproveitar o fresco da manhã, com destino à nossa primeira paragem para um pequeno-almoço: Aveiro. Como de costume, Gato Preto, um pequeno café tradicional de Aveiro mesmo juntinho a um parque a a um dos inúmeros canais da nossa "Veneza" Portuguesa. Mais tarde, por volta das 10:00 lá fomos nós para uma visita marcada previamente a um local que nunca tive oportunidade de conhecer ao vivo, apenas de passagem: as salinas. Uma visita à Marinha da Troncalhada , um Ecomuseu ao vivo sobre a produção do sal marinho naquela região.

Entre histórias de marenotos e cagaréus (esta dos cagaréus é demais) passando pelas origens desta arte, de como se formou a Ria de Aveiro e acabando com truques e técnicas para extrair o sal, lá fomos nós dar uma volta a pé pelas salinas e posso-vos dizer que é bastante agradável dar por lá uma volta. Mas adiante, pois a manhã já ia a acabar e ainda nos faltava muito para andar.

Com passagem pela Serra da Boa Viagem, onde infelizmente não tive oportunidade de ver as maravilhosas paisagens devido ao nevoeiro, lá seguimos com destino a Buarcos, onde almoçamos e demos uma voltinha pelas praias.

Já a meio da tarde, chegámos a uma terra mudada: Marinha Grande. Terra de uma outra arte antiga: o vidro. E pois claro, mais uma visita. Desta vez ao Museu do Vidro, local onde se encontra o maior copo de vinho do Porto com uma capacidade para 160 litros desse precioso vinho português e onde igualmente tinha outras curiosidades, tais como:

uns bons pares de olhos

as famosas e antigas garrafas de larangina c

e a arte e o saber ao vivo a trabalhar o vidro como se fosse a coisa mais fácil do mundo.

E com todas estas voltas e paragens, chegamos a Fátima, onde passei a noite e nos estivemos a interiorizar mentalmente.

De manhã era outro dia e levei a minha cara metade de comboio turístico, aos Valinhos onde ela nunca tinha ido e que não conseguiu ver tudo, pois até eu já me tinha esquecido como aquele local ainda tem que ver. A fome apertava e lá fomos nós ao almoço no hotel onde ficamos, saindo de seguida para Coimbra.

Onde visitamos o local de ensino universitário mais antigo do mundo: Universidade de Coimbra.

E aonde fiz o mais recente amigo de 2 patas.

O bicho não nos largava. Se calhar devia pensar que eu era alguma espiga de milho ou assim. Deve ser da minha altura (os conhecedores sabem de que falo). E pronto, o fim da tarde já se aproximava e ainda nos faltava uma tradição de há muitos anos. O leitão da Mealhada. Com paragem no restaurante O Sancho, como de costume e um lanche para aguentar o resto da viagem de volta com esta imagem a acompanhar-nos do lado esquerdo.

Por isso estive caladinho este fim de semana. Boa semana de trabalho para todos.

 

 

publicado por Alvaro Faustino às 01:48
sinto-me: em forma

Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
20
21
23

24
25
27
28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
comentários recentes
eu preciso trabalho se houver eu arrisco,,melhor q...
Boa tardeGostaria de tentar a minha sorte por lá t...
tem trabalho para mim moro no luxembourg mas gosta...
Ola alguém me pode ajudar a ter trabalho para ai p...
Que bom para si Ana. Pena não ter reparado na data...
Eu estou na holanda .Não trabalho porque não quero...
procuro trabalho na Holanda em estufas de flores p...
Gostaria de trabalhar em estufas na Holanda poi em...
quala é a empresa?
Boas, sou estudante e procuro trabalho no verão na...
blogs SAPO