Porque sem ele, não teríamos saído da Idade da Pedra. Com amor, respeito e opinião tudo se resolve, tudo evolui...

29
Ago 06

É como eu começo a ver a situação no nosso país. Esta Segunda fui a mais uma despedida de um casal amigo que irá partir para o estrangeiro à procura de uma vida melhor. E a brincar, em menos de 3 meses já é o terceiro que vai, fora o que tem ido no passado. Mas não é só esse o problema, é que esta situação leva a que, cada vez mais, jovens se retirem do país, deixando-o cada vez mais velho. Com esta emigração de cérebros, sim porque mesmo as grandes inteligências do país só conseguem trabalho e ser reconhecidos no estrangeiro, o país fica cada vez mais pobre e velho. Mas também com as vantagens e qualidade de vida que se tem no estrangeiro, se me surgir-se a oportunidade, também eu pegava na minha mulher e partia.

É triste receber um salário médio de 500€ ao fim de um mês de trabalho, quando na Holanda se recebe quase esse valor por semana, ou na França que pagam isso durante 6 meses só para que se aprenda a língua e onde só se trabalham 7 horas diárias. Quando na Suíça se tem direito a tudo e mais alguma coisa para que se fique bem integrado na sociedade, onde na Espanha o salário médio é de 750€ e quase tudo é mais barato do que em Portugal. A própria Grécia já nos passou à frente nessa história dos PIBs e companhia.

Quando vejo o sacrifício que tivemos que fazer (e ainda estamos) aqui em casa, para que a minha esposa tirasse um curso, para que fosse uma mão de obra qualificada, tal como os senhores do governo apregoam, mas agora é obrigada a ficar em casa, pois não se consegue encontrar um trabalho para que possa empregar essa qualificação, é triste e deixa-nos com segundos pensamentos em relação ao caminho que o nosso país leva.

Tanto é assim que decidimos que até ao fim do ano, se ela não encontrar um trabalho que esteja à altura da sua qualificação e eu continuar na mesma situação lá na minha empresa, partiremos sem muitas penas. Afinal, se os nossos amigos e família já estão a fazer isso, já não teremos muito para aqui deixar.

 

publicado por Alvaro Faustino às 23:16
sinto-me: com Portugal

Infelizmente estou em vias de ver partir a minha filha única porque após 16 anos para se licenciar e mais 2 para adquirir a profissionalização, continua aos "caídos", em entrevistas para centro de explicação onde, na melhor das hipótese conseguirá, a partir do 2º período, três ou quatro alunos por semana com um rendimento que nunca atingirá os 300€. Isto para não falar dos que exigem carro próprio e computador portátil, para andar de escola em escola a dar inglês à primária, medida que o parvalhão do Sócrates inventou para encher a pá do rabo às empresas de trabalho temporário (porque desenganem-se os que pensam que a medida cria mais vagas para professores).
Este país sempre foi uma choldra mas agora é que vai bater no fundo. Não admira, com tanta gente a roubar, durante tantos anos...
xicoxperto a 30 de Agosto de 2006 às 06:39

Então os ânimos hoje estão em baixo??
Portugal sempre foi por tradição um País de emigrantes, tudo começou há muitos séculos atrás.
Somos muito pequenos para a nossa grandeza , por isso os bons vão embora.
Agora mais que nunca isso notasse. Conheço pessoas, formadas nas nossas universidades que vão vender a sua sabedoria a preços abaixo dos Nacionais do País receptor. Mas que para nós é um bruto vencimento. Estou a falar nomeadamente da Inglaterra, que recruta pessoas formadas nos vários domínios com alguma facilidade.
ciloca a 30 de Agosto de 2006 às 20:22

Oopss! Deixeo no Criticalhando uma frase que era para ti.Não sei se vais dar por ela.
Então estás tão caladinho?
ciloca a 3 de Setembro de 2006 às 14:50

É lamentável a nossa realidade, condenados eternamente a sermos um país de emigrantes. Tudo de bom e um abraço
Andesman a 3 de Setembro de 2006 às 20:44

Esta assim a situação tão mal na Holanda , actualmente eu e o meu marido estamos a procura de alguma coisa para fazer na zona norte, em Groningen mas e muito difícil estar aqui e procurar por lá , mas a situação aqui esta muito difícil ,.
Cristina Domingos a 26 de Março de 2010 às 11:50

Este post foi escrito em 2006 e referia-se a Portugal, não á Holanda. Embora a Holanda já tenha estado melhor, não se compara á situação de Portugal.

Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

28
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
comentários recentes
eu preciso trabalho se houver eu arrisco,,melhor q...
Boa tardeGostaria de tentar a minha sorte por lá t...
tem trabalho para mim moro no luxembourg mas gosta...
Ola alguém me pode ajudar a ter trabalho para ai p...
Que bom para si Ana. Pena não ter reparado na data...
Eu estou na holanda .Não trabalho porque não quero...
procuro trabalho na Holanda em estufas de flores p...
Gostaria de trabalhar em estufas na Holanda poi em...
quala é a empresa?
Boas, sou estudante e procuro trabalho no verão na...
blogs SAPO