Porque sem ele, não teríamos saído da Idade da Pedra. Com amor, respeito e opinião tudo se resolve, tudo evolui...

12
Mai 07

E aonde estão todos os outros míudos que desaparecem todos os anos, seja em portugal ou no Reino Unido?
Não que não esteja interessado no desenrolar do caso, afinal é uma criança que desapareceu, mas chegou a um ponto onde a noticia se tornou muito chata. Sempre a falar da mesma coisa, que se deveria ter feito isto ou aquilo, que deveria ser assim ou assado.

Parem.

Deixem a vida continuar. O mundo não anda à volta de Maddie, mas sim, de todas as crianças do mundo e é isso que deveremos dar noticia. A policia sabe o que faz. Em relação à Policia Judiciária, tenho toda a confiança, pois considero-a uma das melhores do mundo em investigação criminal. Mas não espero que acabe em bem, não tenho essa ilusão. Infelizmente isto não é um filme, onde tudo acaba bem. Trata-se da vida real, onde um caso destes geralmente fica por resolver ou acaba de uma maneira não muito boa, principalmente para a criança desaparecida. Em Portugal (e com certeza em todo o Mundo) existem casos de desaparecimentos de crianças com mais de trinta anos por resolver.

Mas gostava de saber o porquê de tantas horas de televisão, tanta tinta gasta nos jornais e bites gastos na internet sobre o assunto? É por ser uma criança estrangeira? E no caso inglês, foi por ter acontecido em Portugal? Só na Inglaterra, por ano, desaparecem 70 000 crianças e não vejo primeiras páginas de jornal a falar sobre isso. Em Portugal, não temos esses números, mas mesmo assim desaparecem muitas crianças por ano e não vejo a mesma cobertura televisiva e policial (até estrangeira veio para ajudar nas investigações) para todos os outros casos.

A míuda hoje fazia anos, quatro por sinal, mas se não fosse o que se passou, alguém estava interessado nisso?

Aonde está a Maddie? E todos os outros?...
publicado por Alvaro Faustino às 13:52

Passei para saudar este belo cantinho que cuida duma região que muito bem conheci aqui há uns 40 anos. E mais apreciei por ver em arquivo o nome de um grupo folclórico da minha terra que entre vós actuou: o Rancho de Vilarinho. Mas o assunto é outro, também eu pergunto por onde andarão as demais vitimas deste tipo de crime que já começa a generalizar-se entre nós? É tempo de varrer a casa, pois de lixo já chega. Quem não sabe viver em democracia, só há que se lhe retirar a liberdade e o chicote não faz mal.
aquimetem a 12 de Maio de 2007 às 23:32

Olá como tens passado? Tudo bem, com a Primavera? Pois é aqui em Portugal, escondem-se outras noticias importantes atrás das horas que dispensam à Maddie. Esperamos que apareçam todas as crianças desaparecidas, mas tambem não entendo este frenezim..
ciloca a 14 de Maio de 2007 às 21:15

Ainda cá volto e ha-de ver como também assuntos desta natureza por norna até são pouco comentados, nos blogs. Enfim, se forem umas porcarias sobre sexo, os comentadores são logo às carradas. São assim os portugueses. Depois o que esperar do resto...
A Maddie só mobilizou isto tudo porque os pais são ingleses, tem dinhheiro e prestígio, e o governo que temos é da familia... do deles. Sem dinheiro, nem posição social, aos nossos desaparecidos acontece o mesmo que às vitimas da Casa Pia, satisfazerem vícios animalescos e desaparecer do mapa...
aquimetem a 15 de Maio de 2007 às 15:58

Eu sempre disse uma coisa e volto a dizê-la...è muito filosofica


"Se a vida te virar as costas, apalpa-lhe o cu"


www.questiunculo.blogspot.com-----Até tem filosofia!!!!
P!P3Rs a 19 de Maio de 2007 às 09:50

ola!
Esta historia tambem ja me esta a cansar. Tantas crianças que desaparecem e so se fala na maddie... por muita pena minha desaparecem tantas crianças e pouco se faz para resolver os casos, neste é total exagero.
xau xau
sAndRa a 10 de Setembro de 2007 às 12:58

Tens a certeza em relação às 70 000 crianças desaparecidas por ano?!
É que não me parece.
Onde viste esse número?
rui_amaral a 10 de Setembro de 2007 às 20:47

Olá amigo Rui. Antes demais, bem-vindo. Antes demais tenho a dizer que na altura que a Maddie desapareceu, encontrava-me fora do país e todas as noticias que me chegavam eram-me dadas através da televisão do país que me encontrava na altura e foi lá que disseram esse número. Também achei exagerado, mas foi a informação que passaram. Mas pelo menos, já lhe despertou a atenção para este caso e para outros semelhantes.
Alvaro Faustino a 11 de Setembro de 2007 às 00:52

Concordo plenamente. :S É uma coisa que já vinha a pensar há algum tempo...
Le Petit Pingouin a 11 de Setembro de 2007 às 21:39

Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
comentários recentes
eu preciso trabalho se houver eu arrisco,,melhor q...
Boa tardeGostaria de tentar a minha sorte por lá t...
tem trabalho para mim moro no luxembourg mas gosta...
Ola alguém me pode ajudar a ter trabalho para ai p...
Que bom para si Ana. Pena não ter reparado na data...
Eu estou na holanda .Não trabalho porque não quero...
procuro trabalho na Holanda em estufas de flores p...
Gostaria de trabalhar em estufas na Holanda poi em...
quala é a empresa?
Boas, sou estudante e procuro trabalho no verão na...
blogs SAPO