Porque sem ele, não teríamos saído da Idade da Pedra. Com amor, respeito e opinião tudo se resolve, tudo evolui...

14
Fev 06

Ai que situação, deparei-me com um cruzamento da vida. Qual o caminho que devo tomar?


Estou numa situação...


Agora que encontrei um emprego bom, o que é muito dificil hoje em dia, aparece-me um "convite", digamos assim, para que vá trabalhar para fora. Naturalmente para ganhar mais e para ao pé de familia. Estou confiante que é coisa boa. Mas tenho a minha esposa a tirar um daqueles cursos pelo Fundo de Desemprego, sim ela ainda faz parte daquelas 500.000 pessoas que estão desempregadas, e tanto ela como eu gostariamos que ela acabasse o dito cujo.


Embora tivessemos ficado desempregados os dois pela mesma altura, vai fazer um ano, eu consegui um bom trabalho no qual sinto-me muito bem, á frente de um departamento de manutenção, onde sou muito bem visto. Mas o problema coloca-se agora, logo agora. O subsidio dela está a acabar e eu sozinho não dou conta do recado, embora ela tenha fé que consiga emprego depois do curso (está a tirar um daqueles cursos para ser educadora dos putos) eu não estou muito crente nisso: 1º porque não sou católico; 2º isto está muito dificil, mesmo para quem tem canudos.


Tenho os meus amigos quase todos a irem para fora, mas gosto tanto deste país, embora por vezes quem vai ao leme mereça umas palmadas bem dadas, mas gosto do país, que se há-de fazer. Sinto-me seguro, confiante, enfim, sinto-me em casa. Mas é dificil ver os outros partirem e nós os dois ficarmos, vou tentar ficar por cá, mas vai ser uma tarefa dificil. O importante, no fim é que fiquemos bem com nós mesmos.



Foi um desafio que a vida me colocou que eu vou aceitar, afinal somos humanos e temos a vantagem de escolher o caminho que queremos. Seja ele o certo ou o errado.


Eu sei que hoje é Dia dos Namorados, não devia estar a falar de problemas, mas a vida não escolhe dia e hora para nos pregar rasteiras. Talvez se namorar um bocado, isto passe sem fazer muita mossa.


"Shoud i'll stay, or shoud i'll go. That's the question"

publicado por Alvaro Faustino às 21:20

Olá!! Percebi pelo teu comentário que estavas um pouco sinzento, agora que te visitei entendi. Essa fase vai passar, sem dúvida.Faças a escolha que fizeres é sempre certa.A vida é feita de escolhas,e são elas que determinam o nosso percurso. Se fores farás um percurso, se ficares farás outro. Sair do País deixa sempre saúdades, do que fica, mas o nosso País é muito pequeno para quem tem asas.Depois pensa que somos um povo que durante séculos saímos daqui para fora.Lembras-te que fomos n´s que protagonizamos os Descobrimentos??
Fica bem, decide em consciencia, e pensa positivo!!!!!ciloca
(http://cidaliasantos.blogs.sapo.pt)
(mailto:cmos_60@hotmail.com)
Anónimo a 15 de Fevereiro de 2006 às 11:41

Fevereiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
17

20
22
23
25

26
27
28


mais sobre mim
pesquisar
 
comentários recentes
eu preciso trabalho se houver eu arrisco,,melhor q...
Boa tardeGostaria de tentar a minha sorte por lá t...
tem trabalho para mim moro no luxembourg mas gosta...
Ola alguém me pode ajudar a ter trabalho para ai p...
Que bom para si Ana. Pena não ter reparado na data...
Eu estou na holanda .Não trabalho porque não quero...
procuro trabalho na Holanda em estufas de flores p...
Gostaria de trabalhar em estufas na Holanda poi em...
quala é a empresa?
Boas, sou estudante e procuro trabalho no verão na...
blogs SAPO