Porque sem ele, não teríamos saído da Idade da Pedra. Com amor, respeito e opinião tudo se resolve, tudo evolui...

03
Out 10

Ventos sim, mas não amenos. Muitos já falam em ventos ciclónicos na Holanda. Mais um país que se junta aos que já tem partidos de extrema-direita no Governo. Mas aqui ganharam muita força. Não que ganhassem a maioria necessária para governar sem coligações, mas mesmo assim com força suficiente para ditar as leis.

 

A orientação do partido PVV (Partido para a Liberdade do Povo, numa tradução mais directa) para já é contra os milhões de muçulmanos que aqui vivem e trabalham. Turcos e marroquinos em maioria e outros países muçulmanos em menor número, serão os primeiros a levar com as leis que proíbem as burcas em locais públicos, entre outras. Ganha também voto no Parlamento Europeu, onde pode votar contra a entrada da Turquia na UE. Autor de um filme onde compara o Al-Corão ao Mein Kampf de Hitler e o acusa de ser um livro fascista, faz dele uma pessoa odiada pela comunidade muçulmana. Felizmente o filme foi proibido no país, mas mesmo assim o medo de tumultos, tal como aconteceu aquando da publicação das caricaturas de Maomé na Dinamarca, está bem presente.

 

 

Geert de Wilders, dirigente e deputado do PVV

 

Eu e a minha mulher, para já ainda não nos sentimos prejudicados com esta pintura no Parlamento, mas não sei, algo me diz que vem aí tempos perigosos. Em principio não estaremos impedidos de aqui viver e trabalhar. O estatuto de Europeu da União, o facto de não sermos muçulmanos, o esforço pela integração com a aprendizagem da língua, a inscrição nas autoridades governamentais e o cumprimento dos deveres que daí advêm, dá-nos alguns direitos, mas mesmo assim...

 

A questão nem se trata da proibição das burcas aos muçulmanos, que a nós por motivos óbvios não nos incomoda, mas sim ao sentido de revolta e consequente insegurança que aí vem. Todos sabem o fanatismo que existe nesta religião em que alguns a levam ao extremo. Todos sabem dos problemas aqui vividos nos aeroportos nos últimos tempos, com ameaças de bomba nos aviões, aeroporto, suspeitas de terroristas, etc. Todos se lembram dos problemas vividos na França também por causa da proibição das burcas, inclusive os das últimas semanas com as ameaças de bomba na Torre Eiffel. E acima de tudo, notícia de hoje nas televisões, o aviso dos serviços secretos americanos e europeus sobre a eminência de um atentado terrorista em solo europeu.

 

Felizmente o nosso país é bom nestas coisas, mas não nos dá estabilidade financeira. E que revolta que tenho por causa disso. Em Portugal vivemos constantemente apertados e aqui passamos a viver sobressaltados. Venha o Diabo e escolha. Temos de aprender a viver noutra realidade, perigosa, porque mesmo assim vou escolhendo viver por aqui. 

Não se pode ter tudo.

publicado por Alvaro Faustino às 16:29
sinto-me: hummm

Sei que todas as generalizações são perigosas mas, no que toca aos muçulmanos, choca-me o seu comportamento relativamente à cultura e tradições dos países que os acolhem. A começar pela liberdade de expressão. Veja que, mesmo em Portugal, se um jornal publicar uma caricatura de um alentejano, um cigano ou de qualquer símbolo religioso cristão ninguém se chateia. Mas haverá quem se atreva a desenhar um porco de turbante a rezar de cú para o ar?.
Kruzes Kanhoto a 3 de Outubro de 2010 às 19:43

Pois, não sei caro Kruzes. A simples palavra de muçulmano é sinónimo de medo e terrorismo. Daí o meu receio neste país. Critico-os pela simples razão de que não aceitam as leis dos países que os acolhem, a única que aceitam é a obrigatoriedade de aprender holandes, mas isso é óbvio. Também tenho receio por ser emigrante, mas se assim tiver que ser, que remédio tenho eu de aceitar as leis, não me sinto menos portugues por ter de seguir as leis deles.

Por varias vezes ja pensei em naturalizar-me. Nao perdia a nacionalidade portuguesa, e pelo menos, se daqui a uns tempos nos quiserem por na rua e tiverem poder para tal, eu teria a nacionalidade belga e nao o fariam... mas ainda nao sei...
Eu acho, sinceramente, que a terceira guerra mundial nao demora... da mais uns dez aninhos no maximo... Os muçulmanos estao cada vez mais extremistas e Europa (o povo) cada vez menos tolerante... :/ Ai, em Portugal sempre teriamos mais sossego... mas la esta... nao da para ter td... :/
Jo a 4 de Outubro de 2010 às 08:22

Pois olha, eu penso que já começou no dia 11 Setembro 2001. Uma guerra calada e manhosa, que para além de matar, aterroriza. Não sabemos onde, quando e de que maneira será o próximo ataque. Ando a pensar seriamente na naturalização. No fim do curso logo se verá.

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
21
22

24
25
26
27
28
29
30

31


mais sobre mim
pesquisar
 
comentários recentes
eu preciso trabalho se houver eu arrisco,,melhor q...
Boa tardeGostaria de tentar a minha sorte por lá t...
tem trabalho para mim moro no luxembourg mas gosta...
Ola alguém me pode ajudar a ter trabalho para ai p...
Que bom para si Ana. Pena não ter reparado na data...
Eu estou na holanda .Não trabalho porque não quero...
procuro trabalho na Holanda em estufas de flores p...
Gostaria de trabalhar em estufas na Holanda poi em...
quala é a empresa?
Boas, sou estudante e procuro trabalho no verão na...
blogs SAPO