Porque sem ele, não teríamos saído da Idade da Pedra. Com amor, respeito e opinião tudo se resolve, tudo evolui...

26
Set 10

 

Acho que não preciso dizer mais nada. Apenas que estou numa alegria tremenda.

 

Outra coisa boa é que amanhã também começo a trabalhar. Finalmente.

As duas coisas que mais queria nestes últimos tempos apareceram as duas, quase ao mesmo tempo. Ele há coisas do caneco.

publicado por Alvaro Faustino às 20:51
sinto-me: feliz e aliviado

23
Set 10
Bem, ainda fico de boca aberta quando vejo a novidade da cidade de Rotterdam, mostrada aqui neste vídeo. Quanto a andar nela, ainda não estou muito convencido. Talvez mais para o Verão, quando os meus pais, em principio estarão cá de novo. É que vamos precisar de uma mãozinha.
Bem adiante, explico isto num outro post, mas digo já que é uma novidade e peras. Pelo menos para nós.
Em relação á novidade do vídeo, vai ter que esperar porque soube hoje que abriu uma das exposições mais impressionantes que já vi. O Drº van Hagens está na cidade com a sua exposição. Não conhecem, olhem procurem pela net, que é para isso que ela foi inventada. Senão sempre podem pesquisar aqui pelo blog que também tem um artigo sobre ele.
Em relação á exposição "Body Worlds. Cycle of Life" estará aberta até 23 de Janeiro na LPII. Para os interessados, e também porque sei que existem muitos portugueses aqui na Holanda que visitam estas páginas, fica na Willeminakade a 5 min. da Erasmusbrug e do Nieuwe Luxor em Rotterdam, de Seg. a Sab.

 

 

 

publicado por Alvaro Faustino às 23:37

23
Nov 08

E fotos também. E hoje vou fazer uma coisa. Vou revelar a minha imagem perante a blogosfera, afinal a minha esposa já o fez no seu Hi5, por isso não adianta nada continuar a guardar. Aproveito também e coloco o link para a sua página. Eu cá prefiro continuar nesta plataforma de blogs. Habituei-me, fiz amigos e inimigos, contei e descobri. Por isso continuo aqui e não me rendo ao Hi5. Abri a página para ela, afinal os amigos são mútuos e eu continuo aqui, com vós.

Mas aqui vão as fotos. A primeira é do novo brinquedo que compramos para casa. E em boa altura. É um óptimo entretenimento para as tardes e noites de inverno que chegam mais cedo este ano.

 

Todo electrónico para não andarmos a fazer contas de cabeça. Assim não há batota.

 

Depois neste Sábado, nos meus passeios à procura de algo novo, encontrei as ruínas deste moinho de vento, bem perto de casa mas numa zona que ainda não tinha passado.

 

 

E hoje, perto das 13 horas, começou devagarinho e sem contar-mos. E assim continua até esta hora (19:00 neste momento).

 

 

 

E agora o momento. A grande revelação. As fotos que irão fazer a internet parar, o SAPO esmagar. É que agora as visitas aqui serão aos milhares em apenas horas...

 

Ok, estou a exagerar, afinal não passamos de pessoas normais que tiveram de emigrar.

 

Olha o beijinho...

 

Eu mesmo, sim este sou eu. E a minha esponja. Não, esposa porra.

 

E já está, afinal não custou nada. Agora vou meter-me num duche quente, pois ainda estou gelado. Tal como as fotos, ainda estamos todos fresquinhos da volta que fomos dar pela neve. Mas pelo que soube, também em Portugal se espera para esta semana, uma vaga de frio. Vento Leste frio irá chegar ao nosso país e tra-rá, para além da queda de neve acima dos 1000 metros, também um abraço, que espero ser quente, de mim e da minha esposa.

 

Assim me despeço, pronto para mais uma semana. Mas não nesta.

 

publicado por Alvaro Faustino às 17:35
sinto-me:

29
Mai 08

Como é difícil apanhar sinal, resolvi ir escrevendo para o blog desta maneira. Vou escrevendo sempre que seja preciso no word e depois sempre que apanhar um bom sinal, copio tudo para aqui. Por isso aqui vai.

 

Fim de semana de 24 e 25 de Maio de 2008

            Finalmente terminou este fim de semana de mudanças. Sim, mudamos de casa, pois a outra estava a dar alguns problemas com a Gemeente, e devido a isso procuramos e encontramos outra casa, maior e pelo mesmo preço e onde não houve problemas em fazer a inscrição na Gemeente de Roterdão. Agora só estamos à espera que eles marquem uma visita para uma inspecção à casa e a uma entrevista comigo e com a minha esposa, coisa que não deve demorar muito. Depois disso, se a inscrição for aceite, temos o bilhete de identidade de emigrante, tipo uma confirmação de autorização de residência.

 

            Que lhes posso dizer sobre a casa e a zona onde estou agora? Bem, digo-vos que a casa tem três quartos, uma cozinha média, uma sala enorme onde posso fazer sala de estar e de jantar e onde ainda sobra espaço para outra coisa qualquer a pensar no futuro, duas casas de banho, sendo uma toilette e a outra um duche, uma varanda para frente, e uma entrada claro. A entrada dá para uma rua chamada Mathenesserdijk onde tenho várias lojas de comércio e um Lidl à beira. Mas é nas traseiras que tenho o melhor. Uma vista de fazer inveja a muitos. Nas traseiras tenho um canal por onde passam bastantes barcos, duas pontes levadiças, consigo ver os prédios do centro da cidade que está a dez minutos, vejo também o Euromast, uma torre de ventilação do Masstunel, vejo também o Erasmus, um hospital situado num imponente prédio. Tenho igualmente metro, bus e tram praticamente à porta. Que mais posso dizer, só vendo. Ah sim, isto tudo é dividido em dois andares.

            Agora só falta comprar alguns móveis para enchermos a casa, até porque em principio teremos uma inquilina brevemente. Uma prima da minha esposa está cá na Holanda e gostaria de vir para Roterdão. Só que a empresa para que trabalha apenas arranja trabalho para esta zona, mas casa não teêm nenhuma disponível. Sendo assim dissemos que poderia ficar na nossa casa. Sempre é uma companhia de familia e uma ajuda para os gastos de renda, luz, água e gás. Hoje também tivemos uma confirmação quase segura de uma outra nossa prima que está na Suiça e que em principio virá aqui fazer-nos uma visita. Só falta trazermos os nossos pais aqui e já começamos a pensar nisso. Mas tem de ser com mais cuidado, pois somos nós que iremos pagar as passagens e não fica tão barato para cinco pessoas, pois tenho o meu cunhado mais novo que não poderá ficar sozinho em Portugal, não é?

 

            E dito isto, embora tenha muito para dizer, sobre este assunto está todo dito. Com muitas saudades me despeço a contar as semanas que faltam para as férias.

26 Maio de 2008

            Um dia feio o de hoje, com chuva e vento e o trabalho ao relento. Para amanhã já há previsão de melhoria de tempo, mas só a partir de quarta-feira se espera aumento de temperatura e bom tempo. É sempre assim, enquanto a estufa tem o vidro está sol, bom tempo e calor, o que é mau, pois o vidro tem a particularidade de fazer aumentar a temperatura dentro da estufa. Muita água se bebe nesses momentos. E muita se perde também! Quando o vidro começa a ser retirado, lá vem o vento e a chuva para dificultar o trabalho. Oh sorte! Mas o serviço está feito, mais uma estufa demolida na holanda aqui por “moi”.

            Aqui por casa, temos as arrumações ainda por fazer. Com tempo agora. É preciso ver onde se vai guardar o quê. Mas a falta de móveis também dificuta a tarefa. Com vagar tudo se arranja. Outra coisa que tenho para fazer é começar a trocar as lâmpadas por outras de baixo consumo e também colocar a antena da TV Cabo em posição. Agora que nos habituamos a ter a televisão portuguesa aqui, faz-nos falta e sentimo-nos sem nada para fazer ao fim do dia. Logo agora que a novela das 19:00 da SIC estava a chegar ao fim, é que fiquei sem a televisão, mas o encontrar casa era mais importante para nós. Agora só teremos de esperar que encontre uma pessoa responsável e capaz de colocar a antena num local, de maneira a que apanhe o sinal do satélite. Este último sábado já aqui esteve um senhor a tentar, mas disse não ser possivel devido a ter uma árvore em frente. Acho um pouco estranho, pois o meu vizinho em Portugal tem a sua antena virada para a minha janela, ou seja, para o prédio. E mesmo assim tem um bom sinal. Como é que agora uma árvore me consegue impedir de ter sinal?! O que é certo é que o homem não fez grande coisa, continuei sem televisão e ainda me levou dinheiro pelo trabalho. Trabalho?

 

            E fui.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

29 de Maio de 2008

            São neste momento 14:30, quando começo a escrever estas palavras. Só para dizer que a agência acabou de ligar mesmo agora para marcar um encontro em nossa casa com a Gemeente para uma inspecção à habitação. Sinal que as coisas estão a andar.

Mas afinal o que faço em casa a esta hora?

Acabamos a demolição da estufa mais cedo e tivemos direito ao resto do dia de folga. Já é costume acontecer assim. Embora não tinha sido uma demolição completa, foi mais uma pré-limpeza, tivemos muitos problemas nesta estufa. Aliás, coisa que já estamos habituados para aqueles lados de Bleiswijk. Sempre que vamos para esta terra, o trabalho é sempre dificil e fatigante. O que vale não é sempre. Marcação, corte e limpeza de tubos de aquecimento, irrigação e suporte. O resto é para ficar como está. Mais tarde a própria estufa faz a limpeza do resto das roseiras. Este foi outro problema. Chegados ao fim do dia, parecia que tinhamos andado aos gatos. Todos arranhados e picados pelas roseiras. E ainda por cima ontem perdi uma das solas dos sapatos de trabalho. Agoram imaginem, um passo, AU. Outro passo, AU. Todo isto com um calor abrasador dentro da estufa. Deu mesmo para me sentir mal. Hoje já esteve melhor, com uma chuvinha a arrefecer o ambiente e um pouco de trovoada a acompanhar.

             E agora vou tratar de colocar a casa o mais arranjadinha possível para amanhã, pois ainda tenho tudo um pouco espalhado e a monte. Mudanças!!

 

            Abraços e depois dou notícias.

 

publicado por Alvaro Faustino às 14:01
sinto-me: Cansadito, mas a lutar
música: Luís Represas

24
Mai 07
O desaparecido voltou. Lá arranjei uns minutinhos para escrever neste espaço. Desde a última vez que aqui escrevi, o mundo já rodou e rodou sem parar. E desde aí já se passaram algumas coisas, desde a multa que apanhei (e doeu bem, ou melhor, vai doer, pois ainda não a recebi em casa), até ás mudanças que se avizinham nesta casa.

Pois, é que o hugorider e a helivera irão mudar-se para uma casa própria e deixarão esta. O que quer dizer que irei ter novos camaradas de casa, neste caso. Vamos ver o que me sai na rifa, porque já conheço alguma gente e casas e deixai-me dizer que apanho cada cromo. Óptimo para quem gosta deste tipo de colecções. Para mim não dá.

Por isso mesmo o meu próximo passo e meta a atingir será arranjar uma casinha para nós, até porque se queremos estar inscritos na Gemente de Roterdão temos de ter casa própria e nós como queremos formar família por estes lados, temos de por os pés ao caminho. Um dia de cada vez, também não há muita pressa pois precisamos de tratar das coisas na nossa casa em Portugal. Acabar as obras principalmente, essa é a principal razão. Graças a Deus de resto tenho tudo em ordem.

Tenho visto a tv portuguesa e continuado a assistir a horas e horas de tempo de antena sobre o (mais que falado) caso de Maddie. Mas como eu não quero dar mais cobertura a esse assunto, adiante.

Sei do tempo que se faz sentir por esses lados, mas temos de ver que estamos nessa altura de trovoadas e seraivadas. Nós por cá, tivemos semana passada, muita chuvinha mas em compensação, temos tido esta semana muito sol. Temperatura de hoje: a rondar os 30 graus. Bom não. Estou com um  bronze que até parece que emigrei para Luanda e não Holanda. Mas também estamos à espera das trovoadas, que pelo que já me disseram, aqui são muito, muito fortes.

Para acabar quero dizer que o mundo pode pular e avançar, mas fá-lo como se fosse uma bola colorida nas mãos de uma criança. Basta nós fazermos por isso.

Um até breve.
publicado por Alvaro Faustino às 22:25
sinto-me: moreno

10
Abr 07
Depois de tanto trabalhar, finalmente uns dias de descanso, muito embora interrompidos, neste fim de semana prolongado. A Páscoa. Uma das épocas em que devemos pensar muito sobre a vida que levamos e definir qual a nossa Paixão, assim como Cristo nestes dias, à uns 2000 anos atrás. Embora aqui a Páscoa seja festejada de um modo diferente, aqui em casa tentamos fazê-la o mais parecida possível à nossa, mas sem o compasso. Amêndoas, ovos cozidos pintados, alegraram o nosso fim de semana Pascoal. Claro que o trabalho não perdoou a 100%, pois tivemos uns serviços extras a fazer, mas na Segunda sempre deu para ir a uma feira de usados que se costuma fazer na Nieuw Binnenweg. Fomos lá, eu particularmente à procura de umas bicicletas para mim e para a minha esposa e lá encontramos duas que nos satisfizeram. Não chegou a 100€ as duas. Valeu a pena, assim já podemos passear por Roterdão de uma outra perpectiva. Claro que precisa de umas afinações, mas isso até as novas precisam, agora com tempo e calma farei as tais afinações e tenho de as ter feito até Domingo, pois nesse dia 15 de Abril, esperamos dar umas voltinhas e aproveitar para deixar o carro em casa. É que nesse Domingo haverá muitas ruas fechadas, devido à Maratona de Roterdão que se irá realizar. E nada melhor que uma bicicleta para evitar o trânsito caótico que estará nesse dia e como aqui as bicicletas tem um estatuto especial em relação aos carros, temos pistas e passeios próprios por toda a Holanda, já damos um uso ao dinheiro investido. Até um túnel só para bicicletas e peões existe ao pé da nossa casa, por isso andar de bicicleta, aqui não é problema. Agora tenho de me preparar, pois tenho quase 100km para percorrer. É que hoje, devido a uma falta de comunicação fiquei em casa, mas tratei logo de arranjar umas horinhas para fazer e sendo assim tenho de me deslocar a Rockanje, em Westvoorne no sul da Holanda para trazer umas pessoas do trabalho para Roterdão. Ao menos já dá para compensar o dia.

Assim sendo vou-me por a caminho, pois ele é longo. Fiquem bem e até à próxima, que espero que seja breve.
publicado por Alvaro Faustino às 09:35
sinto-me: energias carregadas

Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
comentários recentes
eu preciso trabalho se houver eu arrisco,,melhor q...
Boa tardeGostaria de tentar a minha sorte por lá t...
tem trabalho para mim moro no luxembourg mas gosta...
Ola alguém me pode ajudar a ter trabalho para ai p...
Que bom para si Ana. Pena não ter reparado na data...
Eu estou na holanda .Não trabalho porque não quero...
procuro trabalho na Holanda em estufas de flores p...
Gostaria de trabalhar em estufas na Holanda poi em...
quala é a empresa?
Boas, sou estudante e procuro trabalho no verão na...
blogs SAPO