Porque sem ele, não teríamos saído da Idade da Pedra. Com amor, respeito e opinião tudo se resolve, tudo evolui...

14
Mai 10

Tal como prometido, fica aqui hoje neste dia em que se lembra o ocorrido á alguns anos atrás.

Faz hoje exactamente 70 anos que esta cidade deixou de existir. Tudo porque um louco decidiu governar a Europa pelas armas.

Faz hoje 70 anos que este povo, muito dele ainda vivo, sentiu na pele o que é uma guerra. Faz hoje 70 anos que a Segunda Guerra Mundial chegou á Holanda.

 

 

 

 

Facilito a tradução:

 

- Roterdão 14 Maio 1940

- Bombardeiros alemães, bombardeiam o centro

- 900 mortos

- 78000 desalojados

- Roterdão perdeu o seu bonito centro. Apenas as fotos relembram o glorioso passado

- Delftse Poort antes de 1940

- Delftse Poort depois de 1940

- Delftse Poort Memorial 2007

- Kruiskade

- Grande Mercado e remoinho*

- Foto aérea centro 1946

- Edição Willem van Westbroek. Para relembrar aqueles que perderam as suas vidas

- E a todos os heróis que defenderam a cidade de Roterdão

 

* remoinho era chamado aos sistemas de drenagem de água das zonas mais baixas.

 

Roterdão, a minha segunda cidade. Lange leven Rotterdam.

publicado por Alvaro Faustino às 21:51

20
Mar 10

Não foi tão dramático como á 22 anos em Lisboa, mas estas imagens fizeram-me lembrar o sucedido nessa altura, afinal não era assim tão novinho. Teria 7 anos quando isso aconteceu.

Esta sexta-feira aconteceu aqui em Rotterdam algo que me fez recordar essas imagens. O centro da cidade esteve fechado, apenas veículos de emergência tinham acesso. Cinema, complexo de apartamentos e algumas lojas e restaurantes foram afectados pelas chamas ou pelo fumo. Tirando pessoas com problemas devido ao fumo, penso não se ter de lamentar nada de mais grave.

 

Em pleno coração do centro, estas imagens são muito dramáticas para Roterdão que relembra mais uma vez as agruras de uma guerra maldita. Em Maio eu explico melhor isto.

publicado por Alvaro Faustino às 09:27

07
Mar 10

 

Será desta que o vou ver ao vivo e cores e fotografa-lo? Já está anunciada e confirmada a presença em Roterdão no próximo dia 30 de Maio a presença do Queen Mary 2. Esta será a terceira vez que vem aqui. A primeira foi em 2005, mas ainda não me encontrava cá. A segunda foi em Julho de 2009, mas para meu azar estava em Portugal de férias. Esta é a terceira vez e como se costuma dizer, á terceira é de vez. E o melhor é que o dia calha no Domingo, o que faz com que desta vez, ele não possa escapar.

 

É certo que neste momento não é o maior do mundo desde 2006, sendo o terceiro maior, mas o misticismo associado ao nome e ao desenho da construção, leva-o a ser um barco especial.

Outra curiosidade que encontrei no site do Porto de Roterdão, é a já programada vinda do Kaguya que ainda está a ser construído, mas que promete por todos de boca aberta na sua passagem. Os seus números são impressionantes. Com cerca de 500 metros, 20 deques de altura, capacidade para 8400 passageiros e cerca de 4000 tripulantes, este será sem dúvida um enorme barco.

Se o Queen Mary 2 já impressiona pelo seu tamanho, sendo o terceiro maior, imagine-se quando o Kaguya estiver pronto!

 

No meio disto tudo, só falta haver dinheiro para usufruir de toda esta grandeza.

 

publicado por Alvaro Faustino às 22:46
sinto-me: na expectativa

20
Dez 09

Antes demais tenho a dizer que os meus pais chegaram em boa altura. Chegaram ontem, sábado, com muito frio e sol a brilhar e o branco da neve caída. Hoje domingo, também já chegou a nossa prima da Suíça para passar aqui o Natal e o Ano Novo. Mas hoje foi o caos nas auto-estradas, aeroportos e estações de comboio. Um dos maiores nevões de à anos caiu por estas bandas, fazendo com que o voo vindo da Suíça tivesse de ser desviado para outro aeroporto e a terem de fazer o resto do percurso até Rotterdam de autocarro, o que com a neve que se ia acumulando, revelou-se também penoso. Para uma cidade que fica a 80 km daqui, foram necessárias quase 3 horas para fazerem o caminho. Chegou, já está em casa e já há algumas fotos e vídeos do nevão.

 

Quanto aos meus pais, esses estão felizes da vida por estarem num outro país com o filho e nora, a verem pela janela a neve a cair e a acumular-se pelos cantos e recantos dos passeios, jardins e estradas. Quanto a passear, vamos ter de esperar pelo menos até amanhã, uma vez que até a circulação dos transportes públicos foi cancelada neste dia. Muita neve acumulada nas estradas  e nos carris dos tram (eléctricos). Para amanhã, embora esteja prevista mais neve, a ver vamos se dará para passear. Porque faze-lo numa cidade cheia de neve e com a foleca a cair, também tem a sua beleza.

 

Por isso, a todos Festas Felizes e Boas Entradas no novo ano que se aproxima. De preferência, pelo menos para mim... branco de neve.

 

 

 

publicado por Alvaro Faustino às 18:27
sinto-me: branco, branquinho

19
Jun 09

É já amanhã. E com o fresco que aqui anda... ui. Temperatura máxima para amanhã: 18º.

 

 

publicado por Alvaro Faustino às 20:37
sinto-me: diving

03
Mai 09

A 30 de Abril comemora-se este dia, que não é exactamente o dia da Rainha em exercício, mas sim da sua mãe, já falecida, que nasceu a 30 de Abril de 1909. O dia que seria correcto para esta Rainha, a Beatrix, seria a 31 de Janeiro. Mas em maneiras de homenagem a sua mãe, deixou ficar o dia actual.

 

Embora este ano, o dia tivesse ficado marcado devido aos acontecimentos em Apeldoorn, onde um homem tentou acertar com o seu carro no autocarro onde a Família Real se deslocava, fazendo 6 mortes e 12 feridos entre os espectadores, incluindo o próprio condutor do veículo, a festa foi continuando até as notícias se espalharem por todo o país. E como tal, ainda fui gravando algumas coisas que foram acontecendo durante a tarde.

 

 

 

Desde a viagem de Tram até ao centro da cidade, onde se encontra a festa em si, passando pelos muitos grupos a tocar música de todo o mundo, a vender coisas antigas, outras novas com o mercado a ser feito em plena Coolsingel, a avenida do centro, onde se pode beber álcool nas ruas, fumar marijuana ou haxixe na via pública. Um dia de liberdades e algumas loucuras. É um dia como não há outro neste pequeno país europeu e onde nesta cidade de Roterdão se encontram todas as culturas do mundo na rua a festejar também um dia que, mesmo sendo típico holandês, não deixa de ser nosso igualmente.

publicado por Alvaro Faustino às 11:02
sinto-me: oranje
música: kate ryan - elle elle la

15
Mar 09

Como fomos enganados pelos gajos da meteorologia em relação ás previsões de sol e calor para este fim de semana, deixamo-nos ficar por casa este Domingo. Mas como não consigo ficar sem fazer nenhum e ficar apenas a olhar para a televisão, andei para aqui a fazer umas coisas no computador. E como descobri um novo passatempo com a ajuda de um programa, decidi editar este vídeo.

 

 

 

 

Embora tenha sido no ano passado, a 24 de Junho de 2008, decidi partilhá-lo convosco. Afinal este foi o nosso S. João por estas bandas e não é todos os dias que vemos a inauguração de um barco destes ao vivo.

publicado por Alvaro Faustino às 17:28
sinto-me: enganado

21
Fev 09

Ora bem, como já deverão ter reparado, tenho aqui três coisas novas. São três câmaras instaladas em vários locais desta cidade de Roterdão. Só para que possam ver como andam as coisas por estes lados. A primeira, situa-se na margem sul do rio Mass (Mossa) e apanha parte do centro, com a Erasmusbrug. A segunda esta situada na Centraal Station de Roterdão, em pleno centro da cidade, que neste momento está em obras, como se pode ver. Estão a construir o novo prédio da estação e o alargamento para norte da rede do metro. Por último temos a câmara mais longe de casa, em pleno Rio Mass. Situada nas comportas anti-cheias existentes quase em Hoek van Holland, que fazem a protecção a montante do rio das marés de tempestade e que evitam que isto fique tudo inundado. Pelo menos é o que se espera que elas façam... 

 

Espero que gostem e desfrutem das imagens.

publicado por Alvaro Faustino às 17:42
sinto-me: ligado

16
Out 08

 

É com esta imagem que quero recordar a minha última estadia em Portugal. Castelo de Almourol, em pleno rio Tejo. Para mim, o mais bonito castelo de Portugal.

 

 

Sei que é dificil de ver, está assim um pouco para o fugido, mas é normal, uma vez que passou por mim a mais de 200 km/h. Um carro de Fórmula 1 em pleno centro da cidade, não é coisa que se veja todos os dias, pois não?

Ora vejam o vídeo.

 

 

 

Aqui foi o meu S. João aqui em Roterdão. Bem, claro que não, mas aproveitei a coincidência de ser no mesmo dia para relembrar essa festa que tanto gosto.

 

Isto foi a Inauguração do Cruzeiro Eurodam, um novo barco das Linhas Holandesas-Americanas.

 

 

 

Como vêm, eu não me esqueço de vós. Só que dantes era mais dificil ter internet. Agora, sendo mais fácil, escrevo mais vezes e mostro-vos uma pequena sensação do que é estar aqui.

publicado por Alvaro Faustino às 19:59

02
Jun 08

 

31 de Maio de 2008

            Pois bem, hoje aproveitei a manhã para dormir mais um pouco, uma vez que não fui trabalhar. O pior é que fiquei sozinho na cama. A minha esposa teve trabalho hoje, o que é bom, já que assim pelo menos um de nós ganhou qualquer coisa. De tarde tivemos que fazer as compras para a semana e ir ao talho comprar alguma carne. Como tinhamos algum tempo de sobra, decidimos também passar por uma loja de electrodomésticos para adquirir um microondas e um aspirador cá para casa. O microondas faz sempre jeito para aquecer o leite de manhã e aquecer algum resto do último jantar. O aspirador? Bem a casa é maior, por isso preciso dele. Por fim, lá tive de fazer uma visita a um casal muito porreiro. Cafézinho e bolinho para o lanche até veio a calhar. Duas de conversa e as horas foram passando. Quase nove horas da noite quando chegamos a casa. Fazer jantar já não apetecia, senão comeríamos lá para as dez ou dez e meia da noite, por isso resolvemos preparar uns cachorros quentes e umas coca-colas para o jantar. Tenho que aproveitar agora para dormir mais um pouco, uma vez que amanhã tenho de acordar cedo. Vou pescar com um colega em alto mar e o barco sai do porto bastante cedo. Só espero que esteja bom tempo, pelo menos que não chova, para o dia ser divertido e ter umas boas fotos da pescaria.

            Sendo assim, até amanhã, quando contarei o que se passou.

 

 

 

 

1 de Junho de 2008

            Já cheguei da pescaria de hoje. E embora o tempo não estivesse assim muito bom, pelo menos não choveu, que foi o mais importante. Posso dizer que para primeira vez em alto mar, não correu nada mal. Nove peixes no total, mais três que consegui de um colega que foi comigo. É que ele só apanhou estes três e como é mais pelo desporto, ofereceu-mos. Total – 12 cavalas para o congelador, ou magrela, como é chamada aqui.

            Fui também com a intenção de ver as plataformas petrolíferas do Mar do Norte, mas desta vez andamos mais junto à costa, só que devido ao nevoeiro não vimos grande coisa para terra. Apenas passamos pela primeira auto-estrada de navios que alguma vez vi. Sim, é verdade. A entrada do Porto de Roterdão é uma autêntica auto-estrada de barcos e navios. Sempre a chegarem e a partirem de e para todos os lados do mundo. Uma visão verdadeiramente impressionante que nos leva a pensar no tamanho real deste porto. Aquilo que sei em relação ao seu tamanho é que tem quase 30 Km de comprimento, de um lado e de outro das margens do rio Mass. Fora aquilo que entra para os canais afluentes e terminais que entretanto foram construídos. Não será por nada que é considerado o maior porto do mundo.

            O nosso porto de partida e chegada foi um pequeno porto piscatório a norte de Roterdão. Scheveningen, uma vila piscatória mesmo ao lado de Den Haag (Haia). Muito turistica, com bastante para ver e onde se podem alugar barcos para passear ou pescar, como foi o nosso caso. Por algum dinheiro, passa-se uma bela manhã. Diferente pelo menos é. E ajuda a descomprimir do trabalho. Afinal vim para aqui trabalhar mas também construir uma vida.

E uma vida não é só trabalho, temos que aproveitar uns dias para nós mesmos.

 

2 de Junho de 2008

            Como já tinha prometido, coloco hoje aqui algumas fotos que fui tirando, começando pelas de minha casa:

Esta é a minha sala, com um quarto ao fundo.

A vista das traseiras, vale a pena ou não? Digam lá.

Esta já é a de Warmond. Quando fui passar aquele fim de semana para uma churrascada, lembram-se? Eu tinha prometido colocar aqui fotos. Esta é a praia fluvial.

Dia seguinte. Segunda-feira, feriado. Andamos a passear pela cidade a descobrir vistas novas. Foto da Erasmusbrug com a cidade e a Willembrug ao fundo.

Agora são deste último fim de semana de pescaria com a preparação dos iscos e dos anzóis.

Um velhinho, mas resistente barco de pesca foi o nosso transporte.

Ferry a sair do porto de Roterdão com destino a Inglaterra.

Mais uma coisa antes de acabar. O peixe que pesquei, estava uma delícia...

 

publicado por Alvaro Faustino às 21:00
sinto-me: a lamber os dedos

Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
comentários recentes
eu preciso trabalho se houver eu arrisco,,melhor q...
Boa tardeGostaria de tentar a minha sorte por lá t...
tem trabalho para mim moro no luxembourg mas gosta...
Ola alguém me pode ajudar a ter trabalho para ai p...
Que bom para si Ana. Pena não ter reparado na data...
Eu estou na holanda .Não trabalho porque não quero...
procuro trabalho na Holanda em estufas de flores p...
Gostaria de trabalhar em estufas na Holanda poi em...
quala é a empresa?
Boas, sou estudante e procuro trabalho no verão na...
blogs SAPO