Porque sem ele, não teríamos saído da Idade da Pedra. Com amor, respeito e opinião tudo se resolve, tudo evolui...

09
Out 06
Agora que o Verão acabou e que estou nesta casa há cerca de 4 anos sem nunca de semelhante ter acontecido, aparece -me uma situação a que poderemos chamar de praga doméstica.
FORMIGAS.
Milhares de formigas apareceram de um dia para o outro pelos cantos da casa. Armado em detective Barata, lá andei eu toda a tarde de Domingo a tentar descobrir por onde entravam estes pequenos animais. O pequeno insecto entrava pela janela de um quarto da frente. Quero assinalar que moro num 1º andar e os insectos vinham do jardim, subiam pelas paredes, entravam pela janela através dos pequenos buracos das calhas por onde a água das chuvas é escoada, percorriam o quarto por debaixo do rodapé, seguiam pelos corredores e finalmente chegavam à cozinha, onde até já andavam a explorar os cimos das bancas. Mas como é possível conseguirem semelhante proeza, até porque a cozinha até é limpinha, com açúcares e doces devidamente acondicionados em frascos fechados e sem migalhas e restos espalhados pelo chão. Enfim uma verdadeira praga.
Devido a isso, procurei pela net qualquer informação que me pudesse ser útil para combate-las. E encontrei o seguinte:
Existem dois tipos de controlo, o químico, e o que poderemos chamar de, caseiro. O químico consiste em iscas atractivas micro granuladas, espalhadas em pequenas porções nos armários e locais de passagem, onde são atraídas e as levam para o ninho onde, eventualmente, acabará por matar toda a colónia, uma vez que os micros grãos são venenosos para elas. Depois temos o caseiro que consiste, na maior parte dos casos em misturas de detergentes com água. No caso de a colónia de situar num jardim, basta apenas jogar água a ferver nos ninhos. Caso seja dentro de casa, dentro de uma parede com abertura pelos azulejos, por exemplo, uma solução de 50/50 de água e detergente aplicada com uma seringa através das aberturas e tapa-las de seguida com parafina, sabão ou cimento,  eliminará o ninho. Caso voltem a aparecer, quer dizer que o ninho com a rainha não foi eliminado e terá que se repetir todos os procedimentos até atingir o ninho principal.
E existem também os repelentes, onde há igualmente os químicos e os caseiros. E foram estes que me despertaram a atenção. Poderá usar-se cravo-da-índia, folhas de louro e cascas de limão ou tangerina, que possuem óleos essenciais repelentes, pelos cantos e locais de passagem das formigas. Apenas é necessário fazer a troca de duas em duas semanas, para que o cheiro não se dissipe.
Agora, durante esta semana que hoje começa, vou andar armado de instrumentos para eliminá-las e talvez com algumas pastilhas para o estômago, pois devido à quantidade de tangerinas que terei de comer, talvez não ande lá muito bem dos intestinos.
AH pois não.                                                                                                  in www.jardimdeflores.com.br
 
publicado por Alvaro Faustino às 21:50
sinto-me: um caçador
tags:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Outubro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
comentários recentes
Ola preciso de trabalho para a mulher se souberem ...
eu preciso trabalho se houver eu arrisco,,melhor q...
Boa tardeGostaria de tentar a minha sorte por lá t...
tem trabalho para mim moro no luxembourg mas gosta...
Ola alguém me pode ajudar a ter trabalho para ai p...
Que bom para si Ana. Pena não ter reparado na data...
Eu estou na holanda .Não trabalho porque não quero...
procuro trabalho na Holanda em estufas de flores p...
Gostaria de trabalhar em estufas na Holanda poi em...
quala é a empresa?
blogs SAPO