Porque sem ele, não teríamos saído da Idade da Pedra. Com amor, respeito e opinião tudo se resolve, tudo evolui...

26
Mar 07
Ontem não escrevi nada neste nosso espaço porque fui passear. Aproveitamos o sol e o tempo primaveril para fazer-nos uma pequena aventura pelo Sul da Holanda.
Saímos de Roterdão por volta das 13 horas e fomos em direcção a Sul pela A29. O local é especial, pois tratam-se de cerca de 3 ilhas onde o acesso é feito através dos diques e o que se chama aqui de "sluis", ou seja comportas. Mesmo tratamdo-se de diques, o acesso é realizado por estrada. Torna-se uma experiência estranha, pois circula-se através das construções que protegem cerca de 70% do território holandês das águas do Mar do Norte.

Primeira paragem uma localidade chamada: Oostflakkee. E o que há de curioso nesta aldeia, perguntam vocês? A velocidade máxima de circulação é de 15 km/h. Sim 15 km/h. Uma velocidade estonteante, onde uma pessoa a pé, em passo de corrida, consegue ultrapassar o automóvel. Fiquei na dúvida se uma pessoa for a correr se será multada por excesso de velocidade. A aldeia é tipica da Holanda, com as suas casas de construção gémeas e com pequenos jardins e adornos exteriores a tornarem as vistas mais agradáveis. Muito engraçado.

Segunda paragem: não faço a minima ideia, pois a caminho do local adormeci na traseira da carrinha. Mas penso que fomos a Zierikzee, visitar o pequeno porto, onde se viu os barcos de recreio, iates e alguns veleiros. Mas não posso dizer a certeza, porque o Pestana fez-me uma visita.

Terceiro, desta vez acordado, paramos num local onde existe tipo uma praia, praticamente a meio de um dos diques, onde se fazia windsurf e uma novidade neste tipo de desporto radical: o Katesurf, ou algo parecido. É aquele desporto onde uma pessoa tem uma prancha enfiada nos pés e é arrastada por uma coisa tipo parapente em miniatura. Quem for entendido nestas coisas, percebe. Quem não for, fica como eu. Mas este novo desporto é extraordináriamente ventoso. Mas o vento torna o desporto mais espectacular, pois permite realizar uns saltos bem altos e distantes, com tempo suficiente para se fazer umas piruetas e mortais duplos e essas coisas todas.

E assim foi. De regresso passamos por um local que é tipo uma reserva natural, onde existem cavalos, búfalos e outros animais em plena liberdade. Aliás, como quase todos por estes lados. Chegados a casa, foi só tempo de fazer o jantar, comer, tomar o cafézinho e preparar para a cama, pois a Segunda era a seguir e o descanso é necessário. Tanto é assim, que eu adormeci na carrinha e não vi os barquinhos. A má noticia é que não temos fotos para mostrar, pois na viagem que os nossos companheiros de casa e primos fizeram a Portugal aconteceram coisas de deixar os cabelos em pé. Mas para saberem, visitem o blog de Hugorider, que ele tem tudo lá escrito e assim não preciso de escrever tudo outra vez.

Uma última coisa. Sei que não tenho comentado em todos os blogs amigos com a frequência devida, mas aqui o tempo é caprichoso. E o computador lento. Mas visito e leio com bastante frequência, acreditem.
Uma boa semana para todos.
publicado por Alvaro Faustino às 18:51
sinto-me: viajando

Eu é que tenho de me desculpar por não poder comentar este blog fenomenal. Só hoje me deu jeito.
Gosto muito da forma como escreves. E o template está demais.
Parabéns mais uma vez!
Abraço e boa semana!
khyos zhyboro a 27 de Março de 2007 às 20:08

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Março 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
16
17

19
20
21
22
23
24

25
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
comentários recentes
Ola preciso de trabalho para a mulher se souberem ...
eu preciso trabalho se houver eu arrisco,,melhor q...
Boa tardeGostaria de tentar a minha sorte por lá t...
tem trabalho para mim moro no luxembourg mas gosta...
Ola alguém me pode ajudar a ter trabalho para ai p...
Que bom para si Ana. Pena não ter reparado na data...
Eu estou na holanda .Não trabalho porque não quero...
procuro trabalho na Holanda em estufas de flores p...
Gostaria de trabalhar em estufas na Holanda poi em...
quala é a empresa?
blogs SAPO